Giovanna Antonelli retorna aos holofotes cinematográficos em Apaixonada, uma comédia romântica dirigida por Natalia Warth. Inspirado no livro “Apaixonada aos 40”, escrito por Cris Souza Fontes, o filme nos conduz por uma jornada de autodescoberta, amor e recomeços.

Qual a história?

Na trama, Giovanna Antonelli dá vida a Beatriz, uma mulher que, após um doloroso divórcio, se vê sozinha e determinada a redescobrir a alegria de viver.

Leia também:  Entre Luto e Buscas: Discussão da depressão é tema do premiado filme A Metade de Nós

Aos 40 anos, ela decide que é hora de reescrever sua história e se libertar das amarras do passado. Acompanhamos suas escolhas, seus encontros e desencontros, e torcemos por sua jornada de autenticidade.

O que é se amar?

Ao chegarmos ao clímax do filme, Beatriz enfrenta uma encruzilhada crucial. Seu ex-marido, interpretado por Danton Mello, ainda exerce influência sobre ela, mas um novo interesse romântico, vivido por Rodrigo Simas, também desperta seu coração.

Giovanna-Antonelli-se-redescobre-depois-do-divorcio-em-seu-novo-filme-APAIXONADA-A-Geleia

A melhor amiga, Polly Marinho, é sua confidente e inspiração, enquanto a filha, interpretada por Rayssa Bratillieri, representa a juventude e a esperança.

Leia também:  A Filha do Palhaço: Buscando o Tempo que Fez Falta | Crítica do Filme

E tem cena pós-créditos?

Surpreendentemente, Apaixonada não nos brinda com uma cena pós-créditos. No entanto, essa ausência não diminui o impacto do filme.

A conclusão é clara: Beatriz está pronta para explorar a vida de maneiras novas e audaciosas. Ela não quer ser prisioneira de sua história anterior; em vez disso, anseia por experiências que a façam vibrar e a conduzam a um futuro repleto de possibilidades.

Leia também:  Qual filme assistir? Todos os lançamentos do cinema em junho de 2024

Portanto, saímos do cinema com a certeza de que Beatriz seguirá seu próprio caminho, explorando novos horizontes e escrevendo sua história com paixão e determinação.

Categorized in: