James Gunn, diretor de Guardiões da Galáxia Vol. 3 e co-presidente e CEO da DC Studios, deu o papo rende em entrevista para a GQ, onde escolheu seus cinco melhores filmes de quadrinhos de todos os tempos.

De Deadpool até Homem-Aranha: No Aranhaverso, montou sua breve seleção. Na lista, além de adaptações de super-heróis para as telonas, também estão filmes que você nem lembrava que eram baseados em quadrinhos.

Confira a lista completa:

5 – Deadpool

Deadpool-A-Geleia

Aqui James Gunn elogia o tom de comédia do filme. Ele posiciona como, historicamente, o filme seguiu o caminho aberto por Guardiões da Galáxia para abusar do deboche.

Além disso, ele ressalta o quanto o filme conseguiu transpor para as telas a energia do personagem nos quadrinhos.

Leia também:  Wolverine e Deadpool: Um Trailer Dublado ao Som de Madonna

4 – OLDBOY (2003)

Oldboy-2003-A-Geleia

Gunn deriva para falar de um filme baseado em mangá. O diretor elogia as cores e a crueza da versão cinematográfica da história, dirigida por Park Chan-wook.

Ao mesmo tempo, James Gunn ressalta, para além cinema da Coreia do Sul, o filme deixou suas marcas e legado em diversas produções que vieram depois.

Em especial, ele cita a famosa “cena de luta do corredor”, inclusive confessando que se inspirou nela para momentos chace de O Esquadrão Suicida e Guardiões da Galáxia 3.

3 – Marcas da Violência (2005)

Marcas-da-Violencia-Viggo-A-Geleia

James Gunn comenta que é um grande fã de David Cronenberg, mas sem dúvidas, Marcas da Violência (A History of Violence) está no seu topo.

Gunn elogia como Cronenberg cria cenas potentes que pegam o espectador de forma inesperada, em particular, como a violência é retratada de maneira crua.

Leia também:  Homem-Aranha, Wolverine, animações e sugestões de presentes Marvel para crianças

Ele também não sabia ao assistir o filme, mas A History of Violence é baseado em uma graphic novel de 1997.

2 – Superman (1978)

superman-1978-A-Geleia

O diretor reflete como assistir ao filme com Christopher Reeve foi um momento mágico durante sua infância.

Ele toma nota dos detalhes que fazem dessa uma poderosa interpretação do Super-Homem. Gunn ressalta características como ele gosta da humanidade, e tem prazer em poder ajudar as pessoas. Incluindo a cena em que o azulão recupera um gatinho.

Como criador, ressalta como o uso de figurinos e cenário reais o impactaram. Ele cita o set da Fortaleza da Solidão como algo que ele trouxe para sua carreira de diretor, refletindo que, por mais esquisito que seja, é importante um “fundo” real para potencializar histórias de fantasia.

Leia também:  “Happy Nation”: Conheça a história da música do Ace of Base que toca no baile em X-Men 97

E para quem está curioso, Gunn comenta que, apesar de trabalhar em uma abordagem diferente, seu filme não deixará de se inspirar nas produções de Richard Donner.

Menções honrosas

  • Deadpool 2
  • Homem de Ferro (2008)
  • V de Vingança
  • Homem-Aranha: De Volta ao Lar

1 – Homem-Aranha: No Aranhaverso

Aranhaverso-Miles-Gwen-A-Geleia
Sony

Na hora de falar sobre Spiderverse, James Gunn é só elogios. Ele comenta sobre como o texto do filme consegue trazer a temática do multiverso com elegância, sem exageros.

Além disso, Gunn abre seu lado fanboy ao falar de sua felicidade ao assistir um filme que abraça elementos e múltiplos personagens dos quadrinhos sem medo.

Assista a entrevista completa em vídeo abaixo:

Categorized in: