Transformers: O Despertar das Feras (Rise of Beasts) estreou nos cinemas com a promessa de trazer uma nova trilogia para a franquia, com mais referências em suas origens (G1).

Além das facções Terrorcons e Deceptcons, o filme terá um novo vilão: A entidade cósmica Unicron.

É grande, né

Parte da mitologia Transformers, a criatura é descrita como um ser colossal e quase onipotente, cujo objetivo é destruir toda a vida no universo.

Leia também:  Uma Prova de Coragem: Elenco e porque assistir ao filme baseado em uma história real

Ele é capaz de se transformar em um ser mecânico, devorando planetas inteiros e absorvendo sua energia para se fortalecer.

Agora pensa: Para devorar um planeta, é porque ele é bem maior que um.

unicron-g1-a-geleia

Criando um gigante

Unicron foi criado como parte do universoTransformers pelas empreses de brinquedo Hasbro e a Takara Tomy. Sua primeira aparição ocorreu no filme de animação “Transformers: O Filme”, lançado em 1986.

Leia também:  Optims Prime jovem, ação sem humanos e tudo para assistir Transformers: O Início

O objetivo por trás da criação de Unicron era introduzir um antagonista de proporções épicas e ameaçadoras para os heróis Autobots.

Ao longo dos anos, sua história e papel na mitologia Transformers foram expandidos, estabelecendo-o como uma figura icônica e temida dentro do universo da franquia.

Leia também:  O Homem do Norte 2? Entenda a história real do filme

Ele desempenhou papéis significativos em séries animadas, como “Transformers: Armada” (2002-2003), “Transformers: Energon” (2004-2005) e “Transformers: Cybertron” (2005-2006).

transformers-unicron-movie-a-geleia

Nessas séries, Unicron foi retratado como uma ameaça iminente ao universo Transformers, muitas vezes fazendo com que Autobots e Decepticons se unam para impedir sua destruição total.

Assista ao poder de Unicron no trailer dublado no filme de 2023, Transformers: O Despertar das Feras: